sexta-feira, 5 de setembro de 2014

MENSAGEM DO MINISTRO PROVINCIAL NA PASSAGEM DO DIA DA AMAZÔNIA 2014

ORDEM DOS FRADES MENORES 
Província Franciscana de Santo Antônio do Brasil 
Caixa Postal, 176 50001-970 Recife PE 
Telefone: +55 81 3424-4556 Fax: +55 81 3224-0033 
Endereço eletrônico: ofmne@terra.com.br 

Recife, 5 de setembro de 2014


Caríssimos Confrades, 
Paz e Bem! 

Nesta sexta-feira, dia 5 de setembro, comemoramos o Dia da Amazônia nossa grande floresta cuja área representa dois quintos da América do Sul e a metade do território brasileiro. A extensão da floresta amazônica abrange, além dos estados brasileiros do Acre, Amapá, Pará, Roraima, Rondônia, Amazonas, Tocantins, Maranhão, área do Mato Grosso, outros países da América do Sul, como: Venezuela, Guianas, Suriname, Bolívia, Colômbia, Peru e Equador. Além disso, concebe um quinto das águas doces do mundo, sendo a maior bacia hidrográfica do planeta, com extensão de sete milhões de quilômetros. Os principais rios que formam a bacia são, além do Amazonas, os seus afluentes: Negro, Trombetas e Japurá – à esquerda; e Madeira, Xingu, Tapajós, Purus e Juruá à margem direita. 

Todos os dias somos informados pelos meios de comunicação da ameaça constante que sofre nossa grande floresta pelo desmatamento, pelas queimadas, pela exploração das madeireiras, pelo avanço do agronegócio e das mineradoras e de tantas outras ameaças que vão dizimando a biodiversidade, os povos indígenas e as populações ribeirinhas que compõem esse complexo ecossistema fundamental para a existência e o equilíbrio da vida em nosso planeta. 

Nós, franciscanos, estamos presentes na região Amazônica desde o século XVI e por isso não podemos estar alheios às ameaças que sofre a floresta com seus rios, biodiversidade e povos que aí vivem, nem nos omitir em colaborar com nossas presenças na região. Eis o que diz a Decisão nº 24 do Capítulo Geral de 2009: 

“No VIII centenário da fundação de nossa Ordem, o Capítulo geral escolhe, como sinal de profecia evangélica, empenhar-se num projeto integral na Amazônia. 

• Este projeto tenha presente: a força humanizadora do Evangelho, a salvaguarda e a integridade da criação e a defesa e promoção das culturas autóctones. 
• Na realização deste projeto, assuma-se três compromissos concretos: 

1. Apoiar e reforçar as presenças já existentes a partir do século XVI (vicariatos e custódias); 
2. Criar novas fraternidades interprovinciais; 
3. Criar uma rede de solidariedade em nível de toda a Ordem, da Família Franciscana e de outros grupos. 

• O Capítulo geral confia este projeto ao Governo geral da Ordem, a fim de que o realize conjuntamente com o Secretariado Geral para as Missões e a Evangelização (SGME), o Escritório JPIC, a União das Conferências Franciscanas Latino-Amereicanas e do Caribe (UCLAF) e, especialmente com as Entidades que vivem e levam adiante a sua missão”. 

A presença da Província na região do Baixo Amazonas foi, no passado, muito vigorosa e importante, basta lembrar nossa missão entre os índios Mundurucu, fundada em 1911, e entregue ao Comissariado dos Franciscanos de Santarém em 1961, e a Missão entre os índios Tiriyó, fundada em 1960 e que ainda hoje conta com nossa presença. 

Para apoiar estas presenças franciscanas na Região Amazônica, a Conferência dos Ministros Provinciais dos Frades Menores (CFMB), instituiu uma coleta anual que deve ser promovida pela Entidades dos Frades Menores no Brasil. Solicitamos, então, que neste final de semana, nos dias 6 e 7 (sábado e domingo), os confrades, nas homilias e nos encontros com o povo de Deus falem deste evento e desta coleta, aproveitando os dados e motivações desta mensagem que envio a todos. 

Gostaria de informar, aos confrades e ao povo de Deus, dois fatos que muito nos alegra e que dizem respeito à nossa presença missionária no norte do Pará: hoje, dia 5, nosso confrade Frei Paulo Calixto, há quarenta e cinco anos missionário entre nosso irmãos indígenas na Missão Tiriyó, completa 80 anos. Sempre animado e cheio de esperança, é um testemunho de compromisso de nossa Província com os povos indígenas. Também Frei Ronaldo César, atualmente fazendo sua experiência fraterno-missionária na Missão Tiriyó, pede para continuar na Missão no primeiro semestre de 2015. 

Louvemos ao Senhor pelos irmãos e irmãs que são Seus discípulos e missionários na região Amazônica! Acolhamos, com alegria, a oportunidade de apoiarmos a presença evangelizadora da Igreja de Jesus Cristo para que com a força profética do Carisma de nosso irmão e pai Francisco de Assis, padroeiro da Ecologia, preguemos com as obras a reconciliação, a paz e a justiça e mostremos o respeito pela Criação (cf. CC.GG. Art. 1 §2). 

“Que o Senhor lhes dê a Paz!”

Frei Marconi Lins de Araújo, OFM
Ministro Provincial
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...